Conheça todas as belezas de Santo Antônio de Lisboa: Um pedacinho de Portugal em SC

Logo na chegada, no centrinho histórico, uma placa em azulejo tipicamente português,
dá as boas-vindas aos visitantes e nos leva a desvendar a história por trás de Santo Antônio de
Lisboa: “Sua riqueza cultural é o resultado da vida, trabalho e costumes dos carijós,
portugueses, africanos e tantos outros mais que, até hoje, aqui constroem um modo de vida
simples, fraterno e hospitaleiro”.

Apesar de possuir um mosaico cultural multifacetado, o bairro, um dos mais antigos da
capital, recebeu milhares de açorianos entre os séculos 17 e 18, tornando-se uma das
principais portas de entrada dos imigrantes na ilha e de local estratégico com porto e posto de
alfândega para comerciantes e embarcações estrangeiras. A antiga Freguesia de Nossa
Senhora das Necessidades ainda carrega traços desta época, que são visíveis nas construções
centenárias e no estilo arquitetônico, exemplo disso é a primeira rua calçada do estado,
construída especialmente para a visita de Dom Pedro II em 21 de outubro de 1845.

Uma das características mais marcantes do bairro são as casas coloridas com janelas e
portas pintadas com cores fortes, uma herança da cultura açoriana estampada na arquitetura
e no artesanato local. Já a delicadeza e o trabalho minucioso das rendas de bilro trazem em
cada ponto um pouco do legado dos nativos e colonizadores. Com a Baía Norte inteira aos seus
pés, em uma das partes mais altas e destacadas do bairro, está a Igreja de Nossa Senhora das
Necessidades tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1975, reconhecida
por ser uma das mais belas expressões do barroco no sul do Brasil.

Na gastronomia, a região não deixa a desejar: diversos restaurantes contornam a orla
do bairro com opções que vão desde barzinhos à beira do mar, aos ambientes mais
requintados. Como memória portuguesa, a sardinha frita, tradicionalmente servida nas festas
de Santo Antônio, em Portugal, e do famoso bacalhau assado no forno com batatas e regados
com azeite, são opções para quem deseja experimentar alguns pratos típicos lusitanos.
Aqui também é possível conhecer uma autêntica casa açoriana, construída em 1860.

O Casarão Engenho dos Andrade é considerado patrimônio histórico de Santa Catarina, já que os
engenhos exerciam forte poder econômico na ilha na produção de farinha de mandioca. Ao
visitar o local, é possível ter contato com instrumentos que ajudaram a desenvolver boa parte
da cultura da capital.

DICAS:
A Feira das Alfaias traz a comercialização do artesanato característico de Florianópolis, como a
renda de bilro, souvenirs de boi-de-mamão e outros personagens característicos da ilha, que
marcam presença na parte central do centro histórico aos finais de semana. Por lá, também é
possível encontrar obras de artistas da região. Shows musicais são outra atração que agrada os
turistas e moradores que pela feirinha passeiam.

O pôr do sol é um dos mais belos de Florianópolis. Não deixe de aproveitar o maravilhoso
espetáculo da natureza em um dos deliciosos bares e restaurantes da região.

Deixe uma resposta